18 de julho de 2017

Top 10 Brasileirão 2017 - Os melhores finalizadores do campeonato

Compartilhe nas redes sociais

Após a conclusão da décima-quarta rodada do Campeonato Brasileiro de 2017, o Linha Alta traz para você a relação dos dez melhores finalizadores da competição. Os números são da ferramenta de estatísticas Footstats e levamos em consideração um número mínimo de finalizações para poder integrar a lista. Nesta lista, apenas os jogadores que arremataram 14 vezes ou mais podem participar. O parâmetro visa inserir os números dentro da realidade. Quanto o maior o número de finalizações, maior é a chance de erro.
Everton é o jogador que mas acerta finalizações no Campeonato Brasileiro
1 – Everton – Grêmio – 81,3% de acerto – 11 jogos – 16 finalizações – 13 certas

Ele não é titular! Muito pelo contrário. Começou jogando apenas três vezes no Brasileirão 2017, mas a eficiência de Everton nas conclusões vem chamando a atenção. Fez cinco dos sete gols na temporada no Campeonato Brasileiro. Destaque para os três tentos marcados em apenas 30 minutos em campo na quinta rodada contra a Chapecoense. Tem a relevante média de um gol a cada 83 minutos jogando na competição nacional. Algo que vem sendo determinante é o fato de Renato Gaúcho utilizá-lo na referência ofensiva. Isto ocorre principalmente durante os jogos, no segundo tempo, buscando aumentar a movimentação no último terço do campo e aproveitar a velocidade do atleta.

2 – Jô – Corinthians – 65,5% de acerto – 14 jogos – 29 finalizações – 19 certas

Referência ofensiva do líder do campeonato, o atacante Jô é um dos principais nomes da competição até o momento. O acerto nas finalizações é apenas mais um indicativo de toda a sua efetividade para a equipe. Faz muito bem o ``pivô``, é agressivo no primeiro combate, se oferece a todo momento com movimentos de apoio, dá opção para o passe em profundidade, é primordial na recepção das bolas longas, na bola parada defensiva, e na percepção tática para movimentos de compensação no momento defensivo. Foi titular em todos os jogos no Brasileirão e tem nove gols marcados, artilheiro ao lado de Henrique Dourado. Precisa de 136 minutos em campo para balançar as redes.

3 – Luiz Antônio – Chapecoense – 64,7% de acerto – 13 jogos – 17 finalizações – 11 certas  

Dono de um potente chute de média distância, o meio-campista Luiz Antônio fecha o pódio dos melhores finalizadores do Brasileirão 2017. Um trunfo importante para recuperar de vez a vaga no time titular da Chapecoense. O jogador revelado pelo Flamengo perdeu espaço recentemente na equipe em virtude da pouca participação no momento defensivo. Na última rodada, contra o São Paulo, voltou a ser titular, mas em uma função diferente, partindo do lado esquerdo do campo. Em 2013, quando foi campeão da Copa do Brasil pelo rubro-negro carioca, Luiz Antônio jogou aberto pela direita no 4-2-3-1 de Jayme de Almeida. Tem dois gols marcados na competição.

4 – Romero – Corinthians – 64,3% de acerto – 12 jogos – 14 finalizações – 9 certas

Contestado e muitas vezes ridicularizado até mesmo por comentaristas, o paraguaio Romero prova que seu futebol vai além da dedicação para fechar os espaços pela esquerda da linha de meio do Corinthians. Faz um belo Campeonato Brasileiro pelo líder do campeonato e se coloca em quarto lugar entre os melhores finalizadores da competição. Tem dois gols em 12 jogos no certame e a agressividade nas transições ofensivas do Timão são determinantes para o alcance da marca. É responsável pelo lado do campo mais agudo do alvinegro ao lado de Guilherme Arana. Dá amplitude pelo setor e entra bastante em diagonal para finalizar.

5 – Matheus Galdezani – Coritiba – 59,,1% de acerto – 13 jogos – 22 finalizações – 13 certas

Uma das gratas surpresas deste início de Campeonato Brasileiro, o meio-campista Matheus Galdezani é o quinto em acerto de finalizações na competição. Por mais que só tenha um gol em 13 jogos, é muito presente no momento ofensivo do Coxa e vem demonstrando qualidade não só nos arremates, mas também na articulação das jogadas. Galdezani trata-se de um jogador técnico, tem qualidade em diversos fundamentos e começou a ganhar espaço no Coritiba na reta final do Campeonato Paranaense. Foi revelado pelo Desportivo Brasil e rodou por Paulista, Sport, Juventude e Rio Claro, antes de fazer uma boa Série B com o CRB em 2016. Atua preferencialmente na faixa central, na primeira linha de meio-campo, mas também pode partir dos lados do campo variando para o meio.

6 – Henrique Dourado – Fluminense – 58,6% de acerto – 11 jogos – 29 finalizações – 17 certas  

O Ceifador é um dos artilheiros do campeonato e você pode ler tudo sobre a importância dele para a equipe, além das características individuais, aqui. São nove gols em 11 partidas, quase um tento a cada 90 minutos. A temporada de Henrique Dourado como um todo é excelente. São 22 gols em 34 jogos em 2017. Centroavante titular do Fluminense, ele vem conseguindo se adaptar a diferentes estilos de atuar do Tricolor e sendo importante pela regularidade dentro de um elenco muito jovem e talentoso, mas consequentemente oscilante.

7 – Guerra – Palmeiras – 57.9% de acerto – 10 jogos – 19 finalizações -  11 certas

Em meio ao caos coletivo que é o Palmeiras no ponto de vista tático, o venezuelano Alejandro Guerra vem se destacando ao lado de Dudu não só nas finalizações, mas também nas jogadas individuais. Vem tendo o seu posicionamento bem alternado também. Ora na faixa central, ora partindo de um dos lados do campo. Já são quatro gols no Brasileirão, uma média de um tento a cada 209 minutos em campo. Jogador de intensa movimentação, boa condução de bola, drible curto e inteligência para participar de tabelas e triangulações.

8 – Rodrigo Pimpão – Botafogo – 57,9% de acerto – 14 jogos – 19 finalizações -  11 certas  

Pimpão tem exatamente o mesmo índice de acerto de Guerra, mas fica abaixo por ter mais jogos disputados. Ele é um dos jogadores mais importantes do plano de jogo do Botafogo, baseado no jogo reativo, nos contra-golpes como principal arma. É o atleta que geralmente puxa os contra-ataques, até por ser o mais veloz entre os jogadores da linha de meio. Fecha o lado esquerdo no momento defensivo e explora este mesmo flanco nas ações ofensivas. Não é raro vê-lo entrando em diagonal, buscando o pivô de Roger ou chutando para o gol. Tem faltado um pouco mais de sorte, acerta bastante o alvo, mas só tem um gol no Brasileirão. Na Libertadores possui quatro gols em dez jogos.

9 – Kayke – Santos – 57,,1% de acerto – 12 jogos – 21 finalizações – 12 certas

Ele chegou sem tanto alarde ao Santos, mas vem provando a sua importância ao substituir bem um Ricardo Oliveira que vive ano abaixo dos últimos. Kayke não é um ``9 nato``. É um atacante de muita mobilidade. Joga preferencialmente pela faixa central, mas não é muito comum vê-lo em movimentos de profundidade, busca bastante a entrelinha adversária, participa demais da articulação das jogadas, mas arremata também. São 12 jogos na competição, dez como titular, e três tentos anotados. Boa percepção do Peixe em trazê-lo de volta ao Brasil, o jogador já havia ido muito bem em 2015 pelo Flamengo.

10 – Osvaldo – Sport – 53,3% de acerto – 13 jogos – 15 finalizações – 8 certas

Osvaldo é a prova cabal de como uma mudança de ares pode fazer bem a um jogador. Começou 2017 no Fluminense e em vários momentos sequer foi relacionado. Popularmente falando estava na ``baba`` do já desequilibrado elenco tricolor. Foi negociado com o Sport e começa a recuperar o futebol de seus melhores momentos na carreira. Fo titular em 12 dos 13 jogos que disputou no Brasileirão e marcou três gols. Vem sendo importante pelos lados do campo no 4-2-3-1 de Vanderlei Luxemburgo no ascendente rubro-negro pernambucano.

Por Rodrigo Coutinho - @RodrigoCout

Deixe um comentário

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores. É necessário estar logado no facebook para comentar.

 

Bem-vindo ao Linha Alta. Site com conteúdo futebolístico.

© Linha Alta 2016

Edited by Douglas Menezes