3 de novembro de 2016

O especialista em movimentação Luan Guilherme

Compartilhe nas redes sociais

Esportes coletivos normalmente são banhados por especialistas em diferentes funções, posições ou fundamentos. O futebol logicamente não é diferente, embora esteja cada vez menos adepto às posições. O lance agora virou função. A importância real gira em torno do que o jogador FAZ durante a partida e não onde ele ESTÁ. Claro que uma coisa se liga à outra, mas, de modo geral, o conceito de especialista no futebol mudou. O personagem do texto de hoje é Luan Guilherme, falso nove do Grêmio e um especialista em movimentação.

Luan, o craque gremista. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
Quando Pep Guardiola mudou o posicionamento de Lionel Messi no Barcelona - da ponta direita para o meio do tridente ofensivo - causou espanto ao redor do mundo. Logo menos o espanto virou deslumbre, todos queriam saber e entender o que acontecia. Foi nesse momento que começou o fenômeno do ''falso nove''. Com o argentino por dentro, o Barcelona se tornava ainda mais imprevisível. Messi recuava e forçava os defensores a tomar escolhas. Persegue o argentino ou permanece na posição e vê o cara com a bola partindo pra cima de ti? Indefinições de segundos que causavam estragos nas defesas adversárias. Messi sempre teve recursos para fazer o que quis nesses momentos. Um gênio, potencializado por um modelo de jogo que lhe dava liberdade. Deu no que deu.

Luan é o falso nove no 4-2-3-1 do Grêmio. Tem liberdade para se movimentar em todo o último terço, recuar e chegar até a base das jogadas, com os volantes. Em um país onde a marcação por encaixe predomina, quem pega a referência que vai buscar o jogo lá no meio e que circula de um lado a outro a todo momento? Luan exerce a função com maestria. Ninguém no Brasil faz o falso nove com tamanha competência. Ela exige inteligência na movimentação - e isso é a principal característica do jogador.

Luan tem aval para fazer o que quiser no setor ofensivo do Grêmio. Até porque, assim, ele se torna o fator desequilibrante do conjunto azul, preto e branco. Jogando como extremo, como Roger Machado testou inúmeras vezes, Luan limita suas principais características: se movimentar, abrir espaços e oferecer opções de passe para os companheiros. Analisar Luan relata um pouco de como o futebol mudou ao longo do tempo. Falar em ''especialista em movimentação'' soa tão subjetivo, não é mesmo? Mas é concreto, sim. Em um futebol cada vez mais complexo, surgem coisas novas a todo instante.

O bom futebol do Grêmio de 2015 cai muito na sua conta. E a sequência de maus resultados que culminaram com a saída do treinador Roger Machado também, já que foi utilizado muitas vezes como extremo. Claro que Luan não se torna um poste se não estiver na sua função, mas delimita seu jogo. A movimentação não pôde ser fluída porque ele precisava estar protegendo seu lado rapidamente se a equipe perdia a bola. Talvez não ter percebido que Luan é o centro do time fez Roger Machado empilhar decisões ruins ao seu redor.

Outro bom exemplo de como Luan agrega mais do que talento às suas equipes é sua participação vitoriosa com a Seleção nas Olimpíadas de 2016. Titular absoluto da equipe que se preparou para a competição - como falso nove em um 4-3-3 - Luan foi sacado da equipe para que Neymar pudesse jogar. A questão é que o Brasil perdeu toda a fluidez ofensiva que marcou o período preparatório. Os dois primeiros jogos foram de pura transição para que o trio ofensivo (Neymar, Jesus, Gabigol) resolvesse. Faltava um elo de ligação, um facilitador, um jogador que entendesse como aquele time deveria jogar. Nada melhor que Luan para isso.

Com Luan, a Seleção ganhou apoios por dentro. Ganhou alguém que se aproximava e não corria esperando um lançamento. Foi, de fato, o elo de ligação que potencializou o título da competição para a Canarinho. Futebol é mais do que acumular talento. É fazer com que esse talento consiga decidir a seu favor, criando mecanismos e um planejamento estratégico.

Sem holofotes, Luan Guilherme se tornou completo e um especialista na sua principal característica. Tem um drible curto maravilhoso, condução de bola, visão de jogo e muitos recursos tecnicos, mas nada em Luan é melhor que sua capacidade de se movimentar de forma inteligente e ajudar sua equipe. Mostra ao Brasil que é um jogador singular, raro. Uma pedra preciosa nas mãos do Grêmio.

@_nicolasmuller

Deixe um comentário

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores. É necessário estar logado no facebook para comentar.

 

Bem-vindo ao Linha Alta. Site com conteúdo futebolístico.

© Linha Alta 2016

Edited by Douglas Menezes