11 de setembro de 2016

Rubén Castro e o (quase) exército de um homem só

Compartilhe nas redes sociais

O Betis venceu o Valencia em pleno Mestalla, acabou com um tabu de 30 anos sem vitória no estádio e contou novamente com ótima atuação do veterano Rubén Castro. O atacante de 35 anos marcou dois gols na vitória de 3-2 sobre os valencianos e se isolou na artilharia de La Liga, com quatro tentos. Joaquin, ex-Valencia, usufruiu da poderosa lei do ex para marcar. Rodrigo Moreno e Ezequiel Garay descontaram para Los Ché, em uma partida completamente louca.



Rubén Castro tem 4 gols em 3 jogos e marcou 4 dos 5 gols da equipe no atual campeonato. Em La Liga 2015/2016, Castro marcou 19 dos 34 gols do Betis. Ninguém na liga foi tão vital para suas cores quanto Rubén Castro para o verde e branco. Castro se fez presente em nada mais nada menos que todas partidas de liga da última temporada. Ainda concedeu quatro assistências.

O baixinho de 1,68 se tornou um estandarte do clube. São 137 gols, sendo 66 na elite espanhola. Quantidade de gols suficiente para torná-lo o maior artilheiro da história do clube. Números que demonstram o respeito que o atacante merece. Rápido, ótimo finalizador e com posicionamento invejável, Rubén se torna mais letal a cada jornada. E as comparações com Di Natale não são raras atualmente. Pela baixa estatura, pela quantidade enorme de gols, pela qualidade e por defender um clube normalmente marginalizado. Se Antonio Di Natale marcou época em Údine, o canário Rubén Castro toma o papel na Andaluzia. 

No meio de tantas estrelas, seu brilho não é tão apreciado como deveria. E se o mundo olha para Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e o rival Sevilla, os verdiblancos desfrutam de Rubén Castro, que, mesmo com seus 1,68, está cada vez maior. Bom para o Betis, que tem no atacante um argumento vital para as pretensões na temporada e no futuro próximo. A idade não parece preocupar. 

Deixe um comentário

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores. É necessário estar logado no facebook para comentar.

 

Bem-vindo ao Linha Alta. Site com conteúdo futebolístico.

© Linha Alta 2016

Edited by Douglas Menezes