24 de setembro de 2016

América se solta mais e é premiado com a vitória sobre o Botafogo

Compartilhe nas redes sociais

Num confronto entre equipes que tem a reatividade como modelo de jogo, o América/MG foi mais eficiente em sua estratégia e venceu o Botafogo por 1x0, no Independência, na noite deste sábado. O lateral Jonas fez o gol da segunda vitória consecutiva do Coelho no Brasileirão. Em situação difícil na tabela de classificação, o América vê a salvação com muita distância, mas pelo menos tem uma equipe mais organizada taticamente neste período do ano.
Frame que resume bem o que decidiu o jogo. Coelho se soltou mais a partir da parte final do 1º tempo e foi premiado com a vitória

O Botafogo tomou a iniciativa do jogo. Próximo do G4, tinha os três pontos como norte para continuar fazendo um campeonato bem acima das expectativas iniciais. O alvinegro foi montado por Ricardo Gomes desde o início do ano para ser uma equipe que reagisse aos estímulos do adversário, o popular ‘’jogar no contra-ataque’’. Jair Ventura assumiu o posto e acertadamente manteve o estilo de jogo. Os louros começaram a ser colhidos no início do segundo turno, quando o Glorioso conseguiu sua melhor colocação, mas nesta noite era necessário ter mais repertório ofensivo.

Sem Luis Ricardo machucado, Ventura segue apostando no zagueiro Émerson Santos como lateral-direito. O jogador tem velocidade e técnica razoável, mas não dá a profundidade necessária quando é preciso. No meio, Dudu Cearense, Airton e Bruno Silva formaram uma trinca que pouco infiltrava na defesa rival. Para completar, Neilton ficou muito restrito ao lado esquerdo e Camilo ficou sem ter com quem ‘’dialogar’’, preso entre as linhas da forte marcação mineira.
Trinca estática do Botafogo no início do jogo
Aqui o Botafogo defendendo

Nesta partida, Jair Ventura trocou Dudu Cearense e Bruno Silva de função. O Botafogo funciona da seguinte maneira. Com a bola, uma espécie de 4-3-1-2, com o trio por trás de Camilo. Sem a bola, 4-4-2, com um dos volantes fechando o lado direito e Neilton fazendo o mesmo no lado esquerdo. Ao longo de toda a temporada este volante foi Bruno Silva, mas no primeiro tempo deste sábado Dudu Cearense foi o escolhido. O ex-atleta da Seleção tem menos mobilidade que Bruno Silva e o Botafogo sofreu ainda mais quando recuperava posse.
Disposição Inicial da equipes

Já o Coelho de Enderson Moreira atuou no 4-1-4-1, com encaixes de perseguição curta na marcação e as linhas posicionadas em bloco médio. Os primeiros 30 minutos foram de péssimo futebol para ambas as partes. O Glorioso tinha a bola, mas não criava pelos problemas descritos. O time da casa, quando recuperava a bola, apostava na ligação direta e errava muitos passes, além de mexer pouco seus volantes na direção da meta adversária.
4-1-4-1 de muita marcação do Coelho

Após uma pane no sistema de energia elétrica, o jogo ficou paralisado por 14 minutos. Tempo suficiente para os treinadores ajustarem as suas peças e as equipes voltarem bem melhor. O Coelho teve mais apoio de laterais e volantes e criou duas chances. Já o Botafogo alternou mais o lado das jogadas e também chegou com perigo.

No intervalo, Jair Ventura sacou Camilo e colocou Leandrinho na tentativa de ter mais mobilidade no terço final de campo. Devolveu também Bruno Silva à sua função original. Parecia que o Botafogo ia crescer no jogo, mas o América manteve o nível apresentado na parte final do 1º tempo e conseguiu o seu gol.

Numa jogada que mostrou como valeu a pena soltar mais as suas peças de apoio, Ernandes foi no fundo e cruzou para o lateral Jonas marcar. O Botafogo retomou a posse e a proposição do jogo. Jair Ventura colocou Rodrigo Pimpão e Gervásio Nuñez, o time pressionou, mas poderia ter sofrido o segundo em contra-ataque finalizado por Danilo.
Outro exemplo de apoio ao ataque e infiltração do América. Juinho se desloca e infiltra, oferecendo opção de passe vertical para Matheusinho
Como o Botafogo ficou na parte final do jogo

O resultado muda pouca coisa na realidade das equipes. O América segue muito distante do milagre da sobrevivência. Já o Botafogo sabe que não tem investimento para brigar pelo G4 e a boa campanha com um modelo de jogo consolidado já tem que ser visto como algo positivo.


Deixe um comentário

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores. É necessário estar logado no facebook para comentar.

 

Bem-vindo ao Linha Alta. Site com conteúdo futebolístico.

© Linha Alta 2016

Edited by Douglas Menezes