13 de maio de 2016

De saída, Ibrahimovic foi cirúrgico ao avaliar sua passagem pela França

Compartilhe nas redes sociais

Zlatan Ibrahimovic anunciou hoje a sua despedida do Paris Saint-Germain. Acompanhado com a boa e velha imodéstia característica, o centroavante sueco usou o Twitter para se despedir dos torcedores parisienses.

Maior artilheiro da história do Paris Saint-Germain (Foto:P. Lahalle/L'Equipe)

A passagem de Ibrahimovic pela França foi marcante. De todos os modos possíveis. Para os parisienses, foi um casamento repleto de felicidades. Para os rivais, bem longe disso. Sua chegada foi um novo começo para um dos maiores clubes do país. Uma nova era para o PSG. A Era Ibrahimovic.

Zlatan se despediu pelo Twitter
 
É bom lembrar que o PSG já era milionário antes de ter Ibrahimovic no elenco. A temporada 2011/2012 já mostrava um elenco de muito bom nível. Com alguns reforços de peso como Pastore e Matuidi, que se somaram a Nenê, o clube foi vice-campeão francês naquela temporada. O título foi para o surpreendente Montpellier, de Olivier Giroud. Era obviamente um sinal de que mais dinheiro rolaria. E isso levou Zlatan de Milão para Paris. O resto é história.

Contratado no início da temporada 2012/2013, Ibrahimovic chegou para ser o craque da companhia do já milionário clube da capital. E foi, com sobras. Artilheiro da Ligue 1 em três das quatro temporadas que disputou, Ibrahimovic acumulou 152 gols com a camisa do PSG. Se tornou o maior artilheiro da história do clube e foi vital para a conquista do tetracampeonato francês.

Zlatan foi o símbolo da transformação do Paris Saint-Germain em uma potência mundial. Entre trancos e barrancos (nem tão grandes assim, vá lá), Ibrahimovic colocou seu nome na história do clube. E também se tornou um dos maiores jogadores da história da liga francesa, se não o maior.

A cereja no bolo que faltou ao narigudo foi justamente a orelhuda. A tão sonhada taça da Uefa Champions League não veio, de novo. E tampouco ficou perto. Se há algo que o incomoda na sua passagem pela França, com certeza são as atuações ruins e eliminações precoces no torneio continental.

Mas, claro, nada que abale a passagem de Zlatan Ibrahimovic pelo clube. O próprio jogador definiu sua estadia em Paris com louvor, como se fosse um Michel Tournier dos gramados: ‘’Vim como rei, saio como lenda’’. Não é novidade, mas sim, você está certo, Zlatan. 

@_nicolasmuller

Deixe um comentário

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores. É necessário estar logado no facebook para comentar.

 

Bem-vindo ao Linha Alta. Site com conteúdo futebolístico.

© Linha Alta 2016

Edited by Douglas Menezes