12 de fevereiro de 2016

Toluca: perigo em dose dupla

Compartilhe nas redes sociais

Os mexicanos do Toluca serão os primeiros adversários do Grêmio na Copa Libertadores da América em 2016. O clube, 10 vezes campeão nacional, busca fazer uma boa campanha na competição continental. Para isso, conta com os gols de Enrique Triverio e Fernando Uribe, além de uma torcida apaixonada e um estádio infernal na altitude de Toluca.

Triverio é o principal jogador do Toluca (Foto: EFE) 

Assim como o Grêmio, Los Diablos Rojos conseguiram manter a base do último campeonato. Com apenas uma perda e duas incorporações, o elenco do Toluca é praticamente o mesmo que chegou às semifinais do Apertura.

Modelo de Jogo

A equipe de José Saturnino Cardozo utiliza dois esquemas. O treinador paraguaio variou entre o 5-3-2 e o 4-4-2 na boa campanha da equipe no Apertura 2015 e, nesse começo de ano, segue com a estratégia. Dos cinco jogos da equipe no Clausura 2016, três foram com o 5-3-2 e dois com o 4-4-2. O segundo, com Carlos Esquivel mudando seu posicionamento, é utilizado quando o peruano Christian Cueva está em campo. O bom winger que se destacou pelo Peru na última Copa América é um dos destaques do elenco.



Com a bola, o 5-3-2 se torna 3-4-3, já que os dois alas avançam e Carlos Esquivel tende a se movimentar pelo corredor direito e o centro, à frente de Antonio Ríos e Dario Bottinelli. Já no 4-4-2, sem um dos zagueiros, a dinâmica é a mesma com e sem a bola.



A equipe utiliza a pressão na saída de bola adversária como um dos conceitos do seu jogo. A dupla de ataque, o ala (meia) e o interior (volante) do lado em que a saída adversária está ocorrendo avançam, pressionam e tentam recuperar a bola.

Sem a bola, o Toluca compacta seus zagueiros, atrasa seus alas/laterais e coloca três homens à frente da área.

No 5-3-2, já com o adversário postado no seu campo de ataque, o Toluca compacta seus zagueiros e coloca três homens à frente da área (Ríos no centro, Bottinelli à esquerda e Esquivel à direita). Triverio e Uribe pressionam a saída, mas param por ai. São vitais para que a equipe possa ter um desafogo ao retomar a posse de bola.

A saída de bola é preferencialmente terrestre, utilizando muito Gerardo ''Jerry'' Flores e Gerardo Rodríguez pelos flancos e o bom Antonio Ríos pelo centro. Os zagueiros laterais abrem, os alas avançam e pisam na linha lateral (amplitude) e a equipe ganha progressão a partir de passes curtos, geralmente com Ríos sendo o regente das ações. Mas não é raro ver ligações diretas buscando Enrique ''Kike'' Triverio e Fernando Uribe, dois jogadores de boa estatura. 

Zagueiros abertos (circulados em laranja), laterais avançados (circulados em vermelho) e Antonio Rios buscando a bola.


E se a equipe não possui um jogador cerebral capaz de distribuir assistências a todo momento, a criação de jogadas se baseia na aproximação dos jogadores. Os alas são fundamentais nesse sentido, buscando cruzamentos para Uribe e Triverio e jogadas com os interiores (Oscar Rojas, antigo titular na direita, terminou o Apertura com quatro assistências e Gerardo Rodríguez com duas). Outro fator de perigo na equipe mexicana são as bolas paradas. O time conta com várias ameaças aéreas (principalmente Enrique Triverio e Paulo da Silva).

Um outro detalhe interessante é a movimentação de Carlos Esquivel quando a equipe atua com três zagueiros. O meia mexicano de 33 anos, selecionável pela Seleção Mexicana, varia de posição no decorrer da partida. Parte do posicionamento de um interior, no lado oposto de Bottinelli, e torna-se quase um ponta pela direita com a bola.

Destaques Individuais

Alfredo Talavera é o atual goleiro da Seleção Mexicana, desbancando Memo Ochoa. O arqueiro de 33 anos foi campeão nacional com o Toluca em 2010 e conta com mais de duas centenas de jogos pela equipe vermelha. 

Paulo da Silva, zagueiro de 36 anos, é bastante conhecido por suas atuações com a Seleção Paraguaia (atuou em três Copas América e em duas Copas do Mundo). Ídolo da torcida, o veterano possui 30 gols com a camisa roja e é um perigo nos escanteios e faltas laterais. É o capitão e lidera o setor defensivo da equipe.

Antonio Ríos é um volante que aparece pouco ofensivamente, mas que participa muito em todas as ações da equipe. É um marcador ferrenho e com boa qualidade no passe.

Christian Cueva é um dos melhores jogadores do elenco, mas não goza da titularidade. Como citado, o jogador normalmente atua em um esquema secundário da equipe e, até agora, não retribui o esforço do clube para contratá-lo. Mesmo assim foi importante no último Apertura, concedendo quatro assistências e marcando um gol. Neste ano, em 5 partidas (3 saindo do banco), Cueva possui um gol.

A dupla de ataque é uma das mais eficientes do México na atualidade. Uribe e Triverio aliam força, velocidade e boa finalização. No Apertura 2015, Uribe marcou 11 gols, enquanto Kike Triverio anotou outros 10 tentos. A dupla foi determinante para o bom desempenho do Toluca na fase classificatória e o começo de 2016 não é muito diferente. Triverio já marcou 3 gols e concedeu 1 assistência em 5 partidas, participando de quatro dos seis gols da equipe até então. Uribe não iniciou da mesma forma, mas ainda assim já marcou um gol.

Retrospecto

O Toluca disputou cinco jogos no Clausura, venceu um (contra o atual campeão Tigres), perdeu um (contra o atual vice-campeão Pumas) e empatou as outras três partidas. Marcou 6 gols e também sofreu 6. No Apertura 2015, a equipe teve uma campanha de 10 vitórias, 2 empates e 5 derrotas, segunda melhor na fase de classificação.
Toluca é um adversário duríssimo. Possui um time experiente, forte fisicamente, muito bom na bola parada e com dois atacantes em grande fase e ainda conta com a altitude. O Grêmio, embora favorito, precisa aumentar o grau de concentração se quiser ter bons resultados contra os mexicanos. Se o Toluca é conhecido como Los Diablos Rojos, o Nemésio Diez é o inferno.

Atualização: o Toluca enfrentou o Atlas nesta sexta (12) e empatou a quarta partida consecutiva. Kike Triverio fez o gol dos Rojos frente ao Atlas, no Nemesio Díez.

@_nicolasmuller

Deixe um comentário

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores. É necessário estar logado no facebook para comentar.

 

Bem-vindo ao Linha Alta. Site com conteúdo futebolístico.

© Linha Alta 2016

Edited by Douglas Menezes